terça-feira, 31 de julho de 2012

O beija-flor


João Ferreira leite Luz

(Contos)

Conheci há muito, muito tempo atrás um homem e sua história - Antônio e o beija-flor.
Devido às muitas decepções Antônio já não acreditava mais na felicidade, coisa, aliás, que conhecia muito pouco.
Toninho como era chamado, foi um homem que viveu de cabeça baixa, sempre meio casmurro – calado e metido consigo. Seus olhos invariavelmente mirando o chão.
O curioso na vida desse homem é que ele acreditava firmemente que o beija-flor era uma espécie de pássaro mágico ou celestial dotado de felicidade, sempre admirou seu bailar leve e ágil e elegante.
Antônio tentou, tentou de novo e tentou uma outra vez, mas parece que a vida sempre lhe reservava a má sorte.
Entretanto, um dia o beija-flor veio pousar em seu ombro, e um sorriso de canto de boca começou a surgir em seus lábios.

Nenhum comentário: