quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

“Ando devagar, porque já tive pressa...”


João Ferreira Leite Luz

(Cogitações apenas)

"O que é melhor: um cavalo rápido ou um cavalo lento? Depende de estar-se ou não no caminho certo”.

O antigo provérbio da sabedoria judaica faz uma pergunta no mínimo intrigante "O que é melhor: um cavalo rápido ou um cavalo lento?” Nos apressamos em responder que nesses dias imediatistas e céleres que o melhor mesmo deve ser um cavalo muito, muito rápido. Entretanto, a resposta do provérbio aponta para outro raciocínio: “Depende de estar-se ou não no caminho certo”.
Temos muita pressa para chegar, entretanto nos esquecemos de três coisas básicas – para onde estamos indo, devemos chegar lá depressa ou devagar? E principalmente como estamos indo, já que o modo como viajamos é tão ou mais importante quanto o lugar que queremos chegar.