quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Escandalosamente de graça

João Ferreira Leite Luz

(Reflexões)

“A graça não depende do que fizemos por Deus, mas antes, do que ele fez por nós”.
(Philip Yancey)

O  curioso na graça é que não somos nós que vamos atrás de Deus. É Deus quem percorre todos os caminhos para vir até nós, inclusive o caminho da cruz. O caminho da auto-negação, do auto-esvaziamento para livremente abrir mão dos privilégios da divindade e se tornar humano (kênosis).
Portanto, a graça jamais é econômica, alcança todos, premia a todos, e não espera nada em troca. Parafraseando Paulo Brabo eu diria que a graça possui um elemento de “cavalheirismo incondicional”
Num desses dias ouvi a certa altura do culto a pastora perguntar: “você já parou por um momento e pensou no que é que você fez de bom hoje para agradar a Deus?”.
Cocei a cabeça e pensei comigo. Ela ainda não entendeu nada sobre graça. Que pena!

Continue apenas vivendo cotidianamente, e, ele inevitavelmente virá ao seu encontro.

Que Deus nos ajude!

Nenhum comentário: