domingo, 27 de junho de 2010

Esperem para ver...

Reflexões

Detesto a atitude de quem conta a derrota alheia antes do tempo, aliás, existem pessoas que ficam torcendo para que a vida dos outros dê errado.
Entretanto, a história ainda não chegou ao fim, à história de nossas vidas ainda não pode ser contada em sua totalidade.
A coisa mais natural na vida é “quebrar a cara”, e, isto por diversas vezes para que possamos aprender lições valiosas, aliás, as lições mais ricas da vida vêm dos momentos de adversidade. Sem dúvida os momentos difíceis da vida são como uma espécie de pedagogia natural ao nosso desenvolvimento como seres humanos.
Já enfrentei momentos em minha breve biografia em que as pessoas diziam que era o meu fim, que estava acabado, fim de carreira. Todavia, afirmo categoricamente que o melhor ainda está por vir, ou como afirmou o sábio da antiguidade: “... Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas...” Eclesiastes 7.8.
O grande teólogo da igreja primitiva Paulo apóstolo escreveu que “combateu o bom combate, acabou a carreira, guardou a fé”. II Timóteo 4.7. Daí eu acreditar que o importante na vida não é como se começa, e sim, como se termina.
Num desses dias, renasceremos das cinzas como a Fênix da mitologia grega. Lembremos também do carpinteiro de Nazaré, pois quando todos, inclusive seus discípulos mais próximos achavam que não tinha mais jeito, o mestre estava morto. Veio a notícia mais alvissareira, no terceiro dia ele ressuscitou.
Portanto esperem para ver o que a história contará de cada um de nós, e que Deus nos ajude!

João Ferreira Leite Luz

Um comentário:

Otelice Soares disse...

Amém, abençoado.
A M É M!