terça-feira, 1 de dezembro de 2009

À procura de inspiração

Categoria – confissões

De quando em vez, me dá uma vontade louca de escrever, de me expressar através da arte escrita, de colocar os muitos sentimentos ambíguos no papel. Entretanto, me faltam às palavras, não consigo traduzir os pensamentos em linhas racionais e inteligíveis, e sofro com a falta de inspiração.
Admito que mesmo com muita inspiração meus textos sejam sofríveis, ainda mais agora quando padeço com a falta de criatividade, quando passo por períodos áridos.
Este texto é mais um daqueles que começo, mas não termino, ou, termino com brevidade nas ideias e nas palavras.
Gostaria de escrever com a inspiração de tempos passados.
Que Deus me ajude!

João Ferreira Leite Luz

4 comentários:

Ana claudia Stelet Moreno da Silva disse...

Olá graça e paz, dei uma passadinha em seu blog e gostei muito.Seus textos expressam muita sinceridade e um coração que deseja viver plenamente a liberdade que temos em Cristo. Benção pura, tenha um restante de semana restaurador, paz.

João Ferreira disse...

Ana,

Fico feliz que tenha gostado.

João

Lice Soares disse...

às vezes nos tornamos mesmo aves engaiolada, com vontade de voar. E o voo parado entre o querer e oser nos aflige. Mas sempre há uma volta, retomando o encanto, nos fazendo, de novo, voar. É assim com todos nós, amigo. E mesmo quando temos essa estranha sensação de que a inspiração nos abandona, gritamos, nos debatemos e mesmo não sentindo, a verdade é que de alguma forma estamos ainda a voar.
Que o Santo Espírito nos socorra, sempre, nunca nos abandone e que ao abrir as nossas gaiolas, estejamos todos aptos a voar.
Beijos.

João Ferreira disse...

Querida amiga Lice,

Suas palavras são confortantes.Obrigado por tudo.

João