sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Mais uma guerra estúpida

(Categoria – Reflexões)

Reconheço minha insignificância, falta de conhecimento e despreparo para falar de um assunto tão complexo quanto este do conflito entre palestinos e israelenses na Faixa de Gaza. Contudo, gostaria de deixar registrado aqui minha leiga opinião.

Principio nosso assunto dizendo que, no que diz respeito à violência sou discípulo de Mahatma Gandhi, apóio totalmente seu princípio da não-violência. Princípio este adaptado e usado posteriormente por Martin Luther King na luta contra a segregação racial. Sabemos que esta “arma” a não-violência teve origem em um rabino que foi crucificado, por nome Jesus de Nazaré. O que mais me entristece é constatar que muitos “cristãos” principalmente os norte-americanos apóiam essa guerra, usando como respaldo as guerras que estão relatadas nas escrituras hebraicas (antigo testamento). E vão mais longe ainda quando diz que Deus é quem esta no controle de tudo isso (Teologia da predestinação Calvinista, teologia da providência. Defendida pelos grupos fundamentalistas) desconheço esse deus.

Penso que todos os que se envolvem em genocídios, seja matando ou legitimando uma guerra estúpida feito essa, são pessoas que nunca entenderam o que significa misericórdia.
Cito aqui um trecho de um texto de Paulo Brabo:
“Se Deus não faz acepção de pessoas, todos os genocídios são o mesmo. Quanto a judeus e cristãos e muçulmanos que derramam sangue ao mesmo tempo em que alegam possuir alguma intimidade com a misericórdia, façam-me um favor: vão para o inferno”.

Envergonho-me dos evangélicos que se dizem seguidores de Jesus, e apóiam Israel dizendo que é a nação eleita e estão lutando por aquilo que é seu por direito. Uma guerra de uma complicada geografia política Palestina que ainda tem como agravante um fundo religioso, que sem dúvidas parece uma guerra para fazer uma limpeza étnica.

Aos seguidores de Jesus eu recomendaria uma re-leitura dos evangelhos, pois foi o próprio Jesus quem disse: “Bem aventurados (felizes) os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus”.

Só me resta inquietar e lamentar a morte de tantas pessoas.

Que Deus tenha piedade de nós!
Abyssus abyssum invocat – o abismo chama outro abismo
João Ferreira Leite Luz

2 comentários:

GRUPO FAÇA SUA PARTE disse...

Olá amigu..
continuo sim com mue projeto mas agora estou com outroo..
é o GRUPO FAÇA SUA PARTE, se vc acha q pode nos ajudar entre com agente nessa obra linda..
muito obrigadoo..
seu blog esta lindo
abraço

João Ferreira disse...

Dentro do possível estarei sempre disposto a fezer minha parte. Entre em contato por e-mail.

Atenciosamente,

João